Portal Licenciatura em Ciências Biológicas - Campus São João Evangelista

Histórico

Histórico

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas no IFMG Campus São João Evangelista foi criado, a princípio, para atender um dos objetivos propostos para os Institutos Federais de Educação Básica Técnica e Tecnológica (IFs) em ministrar cursos de licenciatura, sobretudo nas áreas das ciências e da matemática (Lei Nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008, artigo 7°). Neste contexto, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, que estabelece as diretrizes a serem seguidas pelos IFs, reforça a necessidade de criação das licenciaturas nos IFs, ao publicar uma série de dois documentos que orienta o processo de construção dos cursos de licenciatura, sendo que no primeiro deles fica estabelecido que: “os Institutos Federais, assumem o compromisso, quando na plenitude de seu funcionamento, de garantir 20% de suas matrículas em cursos de licenciaturas” (MEC/SETEC, 2009).

Em 2016, uma equipe de professores do Curso de Administração do campus São João Evangelista realiza uma pesquisa de demanda de cursos superiores com alunos do Ensino Médio de escolas públicas e privadas nas cidades de São João Evangelista, Peçanha, Cantagalo, Coluna, Santa Maria do Suaçuí, Paulistas, Sabinópolis, Virginópolis e Guanhães. Medicina Veterinária, Educação Física e Ciências Biológicas foram os três cursos que obtiveram as maiores demandas e, naquele momento, em função da estrutura institucional e do corpo docente à época, o Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas seria o mais viável e atenderia melhor a comunidade da região.

A oferta da Licenciatura em Ciências Biológicas está associada tanto à reconhecida experiência do IFMG Campus São João Evangelista no ensino das Ciências da Natureza, quanto na sua experiência e estrutura física na área. Além disso há uma enorme necessidade de atendimento às demandas locais por professores de ensino básico nas áreas das ciências.

ObjetivosObjetivos especificos

Objetivo geral

Formar profissionais aptos a atuar no campo da docência do Ensino Básico, na área das Ciências Biológicas, compreendendo a evolução, organização, manutenção, reprodução e desenvolvimento da vida, integralizados com outras várias vidas, sendo capaz de refletir sobre este processo para mudá-lo, melhorá-lo e transformá-lo, tornando o ensino local um fator de integração, de desenvolvimento regional e de melhoria de qualidade de vida. Além disso, visa preparar o egresso para a vida acadêmica, industrial e das ciências e biotecnologias, proporcionadas pelo título de graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas.

Objetivos específicos

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do IFMG Campus São João Evangelista tem a definição de seus objetivos norteados a seguir: (1) Regimento Geral do IFMG (IFMG, 2010); (2) Documento sobre Licenciatura em Ciências da Natureza I (MEC/SETEC, 2009), (3) Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Ciências Biológicas (Parecer CNE/CES 1.301/2001) e (4) Resolução Nº 2, de 1º de julho de 2015.

Alguns objetivos específicos visam à construção de competências e habilidades, em diferentes níveis crescentes de complexidade, que se entrelaçam para formar o perfil pretendido pelo curso. Considerando-se os aspectos conceituais, procedimentais e atitudinais, os níveis de complexidade cognitiva a serem atingidos são:

  • Propiciar a oferta de referenciais teóricos básicos que oportunizem ao indivíduo atuar de forma criativa em situações diversas, melhorando e transformando a prática docente no campo das Ciências Biológicas (nível de conhecimento);
  • Desenvolver as competências necessárias à pesquisa e à prática docente, proporcionando o domínio dos conteúdos, métodos e técnicas necessárias ao processo de ensino (formal e não formal), bem como incentivando o espírito investigativo na busca por novos conhecimentos (níveis de conhecimento e compreensão);
  • Inserir o acadêmico no debate social mais amplo, que envolve questões biológicas e sociais, multiculturais, econômicas e profissionais, possibilitando que este se perceba como um profissional no contexto da sociedade (níveis de conhecimento, de compreensão, de análise, de síntese e de avaliação/julgamento)
  • Possibilitar a integração do acadêmico com as instituições escolares e instituições de educação não formal, possibilitando o exercício da prática docente em articulação com o curso de formação (níveis de aplicação, de conhecimento, de compreensão, de análise e de síntese, e de avaliação/julgamento).